Paraná

Botão do Pânico será entregue a mulheres vítimas de violência em Foz

O dispositivo poderá ser acionado quando a mulher estiver em situação de risco. Imediatamente a Patrulha Maria da Penha será mobilizada para atender a ocorrência. (Foto: AMN)

Um convênio entre o Tribunal de Justiça do Paraná, Governo do Estado e a Prefeitura de Foz do Iguaçu permitirá a distribuição do “Botão do Pânico” para mulheres vítimas de violência doméstica e que possuam medidas protetivas, como complemento da lei nos casos de maior gravidade.

O dispositivo poderá ser acionado quando a mulher estiver em situação de risco. Imediatamente a Patrulha Maria da Penha será mobilizada para atender a ocorrência.

A princípio, 50 equipamentos serão disponibilizados. Eles serão operacionalizados pela Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do CRAM (Centro de Referência em Atendimento a Mulher), Vara de Violência Doméstica e Patrulha Maria da Penha.

De acordo com o secretário de Assistência Social, Elias de Oliveira, o dispositivo começará a ser entregue na próxima semana pela Patrulha Maria da Penha, que irá orientar as mulheres sobre a utilização. “Essa tecnologia permite o fortalecimento daquilo que nós já defendemos e devemos fortalecer, que é a Lei Maria da Penha. Não temos duvidas de que teremos um grande aliado para fortalecer a capacidade de enfrentamento a violência”, comentou.

Medidas Protetivas – A Justiça definirá quais mulheres receberão o dispositivo através de relatórios técnicos emitidos pelo CRAM.

“Serão priorizadas as mulheres que já sofreram alguma violência, possuam medidas protetivas e estejam em risco iminente de morte”, explicou a coordenadora do CRAM , Kiara Heck.

A Justiça também definirá, de acordo com a gravidade do caso, o tempo de permanência do equipamento com cada mulher.

“A política da mulher precisa dessa expansão. Temos em Foz um trabalho de referência na assistência a mulher vítima de violência, e o botão do pânico com certeza vem para somar”, completou Kiara.

Atualmente, Patrulha Maria da Penha atende cerca de 900 mulheres com medidas protetivas em Foz.

Com informações da AMN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *