Paraná

Gaeco cumpre mandados em investigação sobre fraudes em licitações em Santa Terezinha de Itaipu (PR)

No fim da manhã desta quarta-feira (28), o promotor de Justiça,Tiago Lisboa Mendonça, coordenador do Gaeco em Foz do Iguaçu, repassou mais informações sobre a operação. (Foto: MPPR)

O Núcleo de Foz do Iguaçu do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, cumpriu na manhã desta quarta-feira (28), nove mandados de busca e apreensão na Operação Privilége, que investiga fraudes em licitações ocorridas na Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Santa Terezinha de Itaipu.

Os mandados foram cumpridos em Santa Terezinha de Itaipu, Missal e Capitão Leônidas Marques. Os alvos foram endereços ligados ao secretário municipal titular da pasta cujos contratos são investigados, incluindo repartições da secretaria, na Prefeitura Municipal, além de empresas que participaram de processos licitatórios promovidos pelo órgão municipal.

As investigações começaram a partir da informação de que o secretário estaria privilegiando empresa pertencente a familiares, em licitações promovidas pela pasta. No curso das apurações, foram encontrados indícios de que outras empresas, que usavam o mesmo sistema indevido, também estariam sendo beneficiadas.

Os fatos dizem respeito a procedimentos licitatórios realizados pelo Município de Santa Terezinha de Itaipu entre os anos de 2017 e 2020. Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pelo Juízo da 3ª Vara Criminal da Comarca de Foz do Iguaçu.

Com informações do MPPR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.