Paraná

Ação conjunta de forças estaduais combate crime nas divisas

As ações aconteceram em 12 pontos de fiscalização nas divisas do Estado do Paraná. (Foto: AEN)

A atuação conjunta das forças estaduais de segurança do Paraná na Megaoperação Divisas Integradas III aponta, da última quinta-feira até meio-dia deste sábado (31/10), o resultado de 2.630 abordagens a pessoas e 23 prisões em todas as áreas de divisas entre o Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Nas ações, que aconteceram em 12 pontos de fiscalização nas divisas do Estado, além dos locais de cumprimentos de mandados, 4,4 mil pacotes de cigarros contrabandeados foram apreendidos. Minas Gerais, que faz divisa com o estado paulista, também faz parte da terceira fase da operação. 

Nos três dias de ações práticas e estratégicas contra o crime organizado, foram cumpridos 26 mandados judiciais nos municípios paranaenses que compreendem as regiões de trabalho da operação. Na operação, que também incluiu abordagens e flagrantes, os policiais militares e civis prenderam 23 pessoas.

Durante a operação 552,3 quilos de diversas substâncias ilegais, além de uma arma de fogo, munições e oito veículos, foram apreendidos.

Parceria – A parceria é uma iniciativa entre as secretarias estaduais de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) e do Paraná (Sesp-PR), juntamente com as Secretarias de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais (Sejusp-MG) e do Mato Grosso do Sul (Sejusp-MS), as respectivas polícias Militar, Civil e Científica, bem como o Corpo de Bombeiros Militar e Departamentos de Inteligência. Na esfera federal, os trabalhos contam com o Exército Brasileiro, a Marinha do Brasil, a Polícia Rodoviária Federal, a Polícia Federal e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

A operação contou, também, com o auxílio do Centro Integrado de Comando e Controle da Segurança Pública, que atuou em conjunto com o Departamento de Inteligência do Paraná (Diep) e demais agências do Estado no acompanhamento e assessoramento das ações.

Com informações da AEN 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.