BrasilParaná

Sobe para 5 o número de mortes por dengue no Paraná

Boletim quinzenal divulgado nesta quarta-feira (4) registra mais duas mortes. (Imagem: AEN)

O Boletim quinzenal da dengue divulgado nesta quarta-feira (4) pela Secretaria da Saúde do Paraná registra o total de 852 casos confirmados no atual período epidemiológico, iniciado em agosto. São quatro casos a mais que o informe anterior, que apresentava 848 confirmações.

Dois novos óbitos também foram registrados. Agora são 5 mortes provocadas pela dengue no período. As mortes aconteceram em Foz do Iguaçu, onde um senhor de 74 anos que tinha comorbidades morreu, e em Londrina, onde um homem de 45 anos também não resistiu.

Segundo dados do boletim, 144 cidades do Paraná apresentam casos confirmados de dengue. O total de casos notificados é de 8.265.

Em relação à Chikungunya, o boletim traz 31 notificações no Paraná e dois casos autóctones confirmados no município de Londrina. Para Zíka vírus são 14 notificações.

Enfrentamento – A Secretaria da Saúde já iniciou a implantação de ações previstas no Plano de Enfrentamento à Dengue, com foco na integração das áreas da Atenção Primária, Urgência e Emergência e Vigilância, para o monitoramento, diagnóstico e manejo clínico.

Ações – O Plano de Ação prevê medidas de prevenção, controle e identificação de circulação viral; além do alinhamento, capacitação e atualização profissional.

Simultaneamente aos encontros microrregionais, a Secretaria da Saúde promove um ciclo de seis conferências online também dirigidas a profissionais envolvidos no atendimento da dengue. 

Prevenção – O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, ressaltou, que além das medidas que estão sendo implantadas pelo Plano de Ação, o controle da dengue exige a participação da população.

É preciso o apoio de todos nós na remoção dos criadouros nas residências. Mais de 90% dos focos do mosquito Aedes aegypti estão nos ambientes domiciliares, em pontos que acumulam água. A principal recomendação é para a eliminação desses criadouros, disse o Secretário. 

Com informações da AEN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.