BrasilCovid-19FronteiraParaguai

Movimento de caminhões na Aduana da Ponte da Amizade bate recorde histórico

Em outubro de 2020 o movimento de caminhões na Ponte Internacional da Amizade bateu recordes. (Foto: Receita Federal)

O movimento de caminhões pela Ponte Internacional da Amizade, que liga Ciudad del Este (PY) a Foz do Iguaçu (BR), bateu recorde histórico no mês de outubro de 2020, quando 25.727 caminhões atravessaram a fronteira, sendo 13.356 entrando no Brasil e 12.371 saindo do País.

Esse movimento representa o melhor resultado da história da movimentação de cargas entre os dois países, superando o mês de setembro de 2016, que era até então o mais movimentado, com 25.625 veículos.

Porto Seco  – O Porto Seco de Foz do Iguaçu/PR também apresentou movimento histórico. Em outubro de 2020, foram liberados mais de 18 mil veículos. De janeiro a outubro de 2020 o maior porto seco da América Latina, em movimentação de caminhões, já liberou cerca de 135 mil cargas, superando em 3.916 cargas o mesmo período do ano passado.

O recorde foi obtido mesmo com todas as dificuldades e restrições logísticas impostas pela pandemia da Covid-19, entre elas a rigorosa fiscalização documental e sanitária que passou a ser feita na entrada dos veículos no Paraguai.

Para atender o aumento da demanda e manter o comprometimento com o desenvolvimento do País, a Receita Federal tomou diversas medidas, como aumento da janela de operação das exportações e importações e o aumento no seu efetivo na equipe de despacho e de recepção de cargas na Aduana da Ponte Internacional da Amizade, deslocando servidores antes alocados no controle de bagagem para o controle de cargas.

Com informações da Receita Federal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.