Covid-19Paraguai

Paraguai torna obrigatório o uso de máscara

O Ministro da Saúde, Julio Mazzoleni, anunciou esta quarta-feira (25) que serão aplicadas medidas excepcionais para a região de Caacupé, devido à proximidade do Dia da Virgem que tradicionalmente reúne milhares de fiéis no Paraguai. (Foro: Presidência)

De 4 a 9 de dezembro, será estabelecido um perímetro de até três quarteirões ao redor da Basílica de Caacupé, onde o comércio permanecerá fechado, assim como as praças públicas.

Da mesma forma, a Conferência Episcopal do Paraguai (CEP) vai realizar as missas com as portas fechadas a partir deste fim de semana, segundo anunciou o ministro em entrevista coletiva.

Restrições – Desde 14 de novembro está em vigor o Decreto Presidencial 4.330 com medidas preventivas para a cidade de Caacupé, onde foi estabelecido o horário de circulação das 5h00 às 23h00; A Polícia, em conjunto com a administração local e a Igreja irão coordenar a presença de pessoas de outras regiões do país na cidade.

As novas medidas serão aplicadas em dezembro, entre sexta-feira(4) e a quarta-feira (9).

Uso de máscaras – Mazzoleni informou ainda que o presidente da República, Mário Abdo, sancionou o projeto de lei que estabelece a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais públicos e privados.

A iniciativa foi aprovada pelo Congresso Nacional e foram estabelecidas multas para os responsáveis ​​pelos locais que obrigados a seguir os protocolos sanitários, quando o uso de máscaras não for respeitado.

A nova determinação inclui áreas de lazer, espaços gastronômicos, lojas, centros de saúde e outros.

A multa inicial é de dois salários mínimos (paraguaios) e em caso de reincidência, as dependências ficarão fechadas por 10 dias. As regulamentações entrarão em vigor a partir desta sexta-feira (27), afirmou o assessor jurídico da Presidência, Hernan Hutteman.

Com informações da Agência IP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.