Brasil

Mais de 4 mil pessoas acompanharam o primeiro dia do Latinoware

Abertura do evento promovido pela Itaipu e PTI foi na manhã desta quarta-feira (2). (Foto: Divulgação) 

A 17ª edição do Congresso Latino-Americano de Software Livre e Tecnologias Abertas (Latinoware) começou na quarta-feira (2), com a proposta de proporcionar o compartilhamento de informações e experiências na área, de forma gratuita e, pela primeira vez, totalmente online.

Quase 4 mil pessoas, até o início do dia, já tinham aproveitado a oportunidade e poderão, até sexta-feira (4), acompanhar mais de 250 atividades e entender um pouco mais sobre o propósito do software livre e das tecnologias abertas. E ainda, quem sabe, descobrir de que forma podem aplicá-las para novos projetos, negócios e inovações.

O evento é promovido pela Itaipu em parceria com o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR). O diretor superintendente do PTI, general Eduardo Garrido, ressaltou que o Latinoware tem a intenção de, por meio das tecnologias livres, incentivar os jovens ao empreendedorismo e à inovação. Ele destacou ainda que a proposta do evento está em total concordância com o propósito do PTI.

“Precisamos compartilhar a informação, o conhecimento e a tecnologia para avançarmos em prol de uma sociedade melhor, mais positiva”, pontuou Garrido.

Participante do Latinoware desde a primeira edição, em 2004, César Brod, diretor de relacionamentos com a comunidade para países de língua espanhola e portuguesa do Linux Professional Institute, comentou que, na época em que foi criado, a preocupação do evento era fazer com que as pessoas entendessem a filosofia do software.

“A questão de que a liberdade de todo e qualquer tipo de conhecimento deveria ser um direito, e que qualquer tipo de conhecimento produzido fosse de livre acesso a toda humanidade”.

Brod comentou que, 16 anos depois, ainda que nem todos usem Linux, atualmente usamos diversas aplicações nos celulares e em nuvem baseadas em software livre. 

Ícone mundial do software livre e do próprio Latinoware, o diretor do Linux Professional Institute, Jon “Maddog” Hall, também participou da abertura da 17ª edição. De acordo com Maddog, é mais proveitoso para os países utilizaram softwares livres em relação aos pagos, uma vez que é possível saber como eles funcionam e alterá-los, o que garante também maior segurança.

Programação – O Latinoware 2020 conta com uma programação dividida em 12 palcos (salas virtuais), em um total de mais de 240 atividades, entre oficinas, palestras, mesas de discussão e competições. Serão abordadas diversas temáticas relacionadas a tecnologias abertas, como Negócios, Inovação, Segurança, Linguagens e Framework, Infraestrutura e Administração de Sistemas e Educação.

Mais informações sobre o evento e inscrições podem ser obtidas AQUI.

Com Assessoria 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.