BrasilParaná

Governo do Paraná apoia evento que pode levar startups para o mercado europeu

Estão abertas as inscrições da 2ª edição do Pitch Live Vale do Pinhão, disputa online de startups que servirá como vitrine para investidores locais e internacionais. O evento tem foco em oportunidades de desenvolvimento de produtos e serviços inovadores. (Imagem: AEN)

Estão abertas as inscrições da 2ª edição do Pitch Live Vale do Pinhão, disputa online de startups que servirá como vitrine para investidores locais e internacionais, e que conta com o apoio e investimento do grupo COREAngels Atlantic, de Portugal, referência mundial de aceleração às startups.

A organização é da Agência Curitiba de Desenvolvimento S/A e a Superintendência Geral de Inovação, do Governo do Estado, apoia a iniciativa.

Incrições – As inscrições poderão ser feitas pelo site www.valedopinhao.com.br e estão abertas para empresas de Curitiba e de outros municípios do Paraná. O evento une disputa e aprendizado, com foco em oportunidades de desenvolvimento de produtos e serviços inovadores.

Etapas – O pitch acontecerá em três etapas: inscrições, classificação e disputa. As cinco startups classificadas que disputarão a Trajetória Pitch Live serão conhecidas em 11 de dezembro, até às 22 horas. A classificação dependerá das informações preenchidas pela empresa no formulário de inscrição. Alguns dos elementos avaliados pela comissão serão estágio do projeto, qualificação da equipe, características de produto e potencial de mercado internacional.

O passo seguinte é a Trajetória Pitch Live, a apresentação online na qual as startups terão dez minutos para se apresentar a um grupo de jurados, e outros cinco minutos para responder perguntas feitas pela banca avaliadora. A disputa dos pitchs acontecerá em 14 de dezembro, às 18h30, e será transmitida pelo YouTube na conta do Vale do Pinhão.

Regulamento – Segundo as regras do programa, a startup deverá possuir um produto digital e escalável e comprovar 12 meses de faturamento, bem como disposição e condições de se estabelecer e se manter física e legalmente em Portugal. O processo de internacionalização deve durar aproximadamente 3 a 4 meses, a partir de janeiro de 2021.

Resultado – O resultado será divulgado às 18h30 do dia 17 de dezembro, durante uma rodada de negócios online. As três empresas com as melhores performances serão contempladas com mentorias especializadas de investidores internacionais do mesmo grupo. 

Com informações da AEN

2 comentários
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.