BrasilCovid-19Paraguai

Covid-19: começa restrição de voos vindos do Reino Unido

Medida atende a recomendação da Anvisa. (Foto: Arquivo/Receita Federal)

Começou a valer nesta sexta-feira (25) a proibição de entrada no Brasil de voos com origem ou passagem pela Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte nos últimos 14 dias.

Diante da identificação de duas novas mutações do novo coronavírus no Reino Unido, as novas regras, atendem a uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A norma também proíbe a entrada de estrangeiros no país por via terrestre ou transporte aquaviário, mas há exceções: brasileiros natos ou naturalizados; imigrantes com residência definitiva no país, profissionais estrangeiros em missão e funcionários estrangeiros ligados ao governo brasileiro.

As restrições também não impedem:

– a execução de ações humanitárias transfronteiriças previamente autorizadas pelas autoridades sanitárias locais;

– o tráfego de residentes fronteiriços em cidades-gêmeas, como Foz do Iguaçu e Ciudad Del Este, por exemplo, mediante a apresentação de documento de residente fronteiriço ou de outro documento comprobatório, desde que seja garantida a reciprocidade no tratamento ao brasileiro pelo país vizinho; e

– o livre tráfego do transporte rodoviário de cargas.

Paraguai – As restrições não impedem a entrada de estrangeiros no País por via terrestre, entre a República Federativa do Brasil e a República do Paraguai, desde que obedecidos os requisitos migratórios adequados à sua condição, inclusive o de portar visto de entrada, quando este for exigido pelo ordenamento jurídico brasileiro.

Outros países – A partir do próximo dia 30, passageiros vindos de outros de países terão que apresentar o resultado negativo de Covid-19 para entrar no Brasil. O exame exigido é tipo PCR, e tem que ser feito até 72 horas antes do embarque. Crianças entre 2 e 12 anos de idade não precisam fazer o teste, desde que seus acompanhantes façam.

Com informações da Agência Brasil 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *