Brasil

Em Foz do Iguaçu, profissional ajuda crianças e adolescentes no desenvolvimento da autoconfiança

Acha estranho falar em “coach” para crianças e adolescentes? O trabalho é sério! A coach familiar Jemna Rhoden, do Espaço Comuniká Coaching, já ajudou dezenas de famílias a trabalhar as habilidades de crianças e adolescentes.  (Foto: Divulgação) 

Já ouviu falar em coach para crianças e adolescentes? Essa modalidade pode até intrigar as pessoas no início, mas a resistência logo dá espaço às expectativas de mudanças dentro da família, sempre que as pessoas conhecem os benefícios que outras crianças e adolescentes já alcançaram.

“As queixas mais corriqueiras do dia-a-dia de quem convive com uma criança ou adolescente dentro de casa começam a surgir em tom de desabafo durante os atendimentos e quando começamos a aplicar as técnicas, logo na primeira sessão, é estimulante presenciar o início da mudança nas atitudes, os primeiros passos para a transformação na relação da família, a partir das técnicas do coaching”, explica a especialista no assunto, a coach familiar, Jemna Rhoden, que atua em Foz do Iguaçu no espaço Comuniká Coaching.

O coaching é uma metodologia que auxilia a alcançar um determinado objetivo, ou seja, que tira a pessoa do ponto “A” e a leva ao ponto “B”. Todo processo de coaching é feito baseado em uma meta específica, então, todas as técnicas e ferramentas são cuidadosamente escolhidas para a situação.

Coach para CriançasO Método CORE KidCoaching foi criado pela psicóloga Marcia Belmiro e tem como base várias teorias e conceitos. Com a abordagem apropriada, ajuda a criança a lidar com suas emoções, promove a autorresponsabilidade e com isso uma melhor relação interpessoal (com o outro) e intrapessoal (consigo).

É uma proposta de transformação no qual a criança pode desenvolver, potencializar, transformar suas atitudes e comportamentos fazendo com que aumente a autoestima e a auto confiança, conseguindo assim, enfrentar os problemas e desafios e construir relacionamentos sociais positivos.

Coach para AdolescentesJá o trabalho de coach familiar voltado para os adolescentes, o TeenCoaching, serve para auxiliar os pais na conexão com seus filhos. Devido à fase de transição, muitas situações difíceis podem acontecem, mas ao entender que a família é um conjunto, fica mais natural perceber que todos devem estar bem para que este microssistema funcione com harmonia. 

Adolescentes de Casas-LaresEm junho do ano passado Jemna Rhoden desenvolveu um trabalho com adolescentes de casas lares de Foz do Iguaçu. O projeto, patrocinado pelo FUNCRIANÇA, foi feito pelos coordenadores na Casa Família Maria Porta do Céu, que tinha o objetivo desenvolver a autonomia dos adolescentes.

Participaram 21 adolescentes, entre eles também de outras casas lares, como o CDPT, Aldeias Infantis e alguns adolescentes que já haviam retornado para suas famílias.

Foram 10 sessões nas quais foram trabalhadas várias ferramentas e métodos, com encontros virtuais  acompanhados por psicólogas. A coach fez a análise comportamental de cada um e apresentou o resultado individualmente para cada adolescente, juntamente com o responsável (os pais ou as mães sociais).

“O objetivo era o de trazer uma nova percepção, visão de futuro, algo que é complicado para qualquer adolescente, na idade de transição e que se agrava quando se trata de adolescentes de casas lares, que se encontram em alguma situação de risco”, complementa a profissional

A Coach – Jemna Rhoden, era executiva em uma multinacional e decidiu se dedicar ao coach. Formada em Sistemas de Informação e com especializações em Gestão de Pessoas, Jemna Rhoden descobriu a formação de coach e a nova carreira a partir de uma necessidade pessoal que surgiu no trabalho.

“Estava concorrendo a uma vaga para um cargo acima do que eu ocupava, o RH aplicou um teste e quando fez a devolutiva ele informou que precisava melhorar meu controle emocional, então busquei a formação em coach pelo IBC, e minha vida tomou outro rumo e aqui estou”, conta.

Ela acredita que a graduação e a experiência profissional facilitam a interação com as tecnologias e promovem uma visão bem analítica das coisas e a facilidade de comunicação com as pessoas. Assim como seu treinamento em metas e entrega de resultados, tudo convergiu para que escolhesse mudar de carreira.

“O coaching me ajudou a olhar minha história com amor e eu precisei estudar algumas áreas específicas para encontrar respostas e, através delas, tive a conclusão que outras pessoas e famílias poderiam ser transformadas e conectadas, mesmo que em um primeiro momento não consigam enxergar solução”, disse. 

Os estudos de formação começaram em 2019, mas no ano passado, no início da pandemia, ela pediu demissão da empresa onde trabalhava e deu início ao novo projeto. Ao todo já auxiliou mais de 40 pessoas (entre crianças, adolescentes e famílias) a transformarem relacionamentos estimulando uma melhor comunicação, planejamento e realização.

Com Assessoria de Daniela Pereira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *