Covid-19Paraguai

Ministro da Saúde do Paraguai atualiza situação epidemiológica e fala em “novas recomendações”

O ministro Julio Mazzoleni apresentou nesta quinta-feira (7) uma nova atualização dos casos Covid-19 no Paraguai e disse que a equipe está analisando a situação de quem viajou de férias para o exterior, inclusive para o Brasil. (Foto: Ministério da Saúde) 

Mazzoleni destacou que dezembro terminou com novos picos no número de casos e de mortes, superando os registros de setembro, e pediu o cumprimento das medidas básicas de saúde.

As últimas duas semanas mostram uma diminuição de contágios e dão “uma falsa sensação de segurança”, explicou o ministro, ao se referir à diminuição das consultas e exames realizados por ocasião dos feriados de Natal e Ano Novo.

Janeiro – Já nesta primeira semana de janeiro, os hospitais públicos sentiram um aumento no movimento e na procura, alertou o ministro da Saúde.

“Infelizmente temos testemunhamos comportamentos imprudentes e transgressões durante as festas de final de ano”, disse.

Mazzoleni acrescentou que essa situação se traduz em um aumento de casos em uma ou duas semanas.

Novas recomendações – Diante do fim de vigência do atual decreto de emergência sanitária, no domingo (10), o Ministério da Saúde apresentou suas novas recomendações.

O horário de circulação restrita é mantido das 00h00 às 05h00 e a proibição da venda de álcool, a partir das 22h00. A prática de esportes amadores está novamente habilitada desde que reúnam até 7 pessoas e que sejam agendadas.

As praias (de água doce) e os balneários serão habilitados de acordo com a situação epidemiológica de cada região e em conformidade com protocolos de saúde e regulamentos municipais.

“Será ação conjunta entre o Ministério da Saúde e os municípios. As habilitações para esses espaços estão previstas a partir de 16 de janeiro”, disse.

Situação epidemiológica – Em relação à situação regional, o ministro lembrou que Assunção e o departamento Central continuam sendo o atual epicentro da pandemia, com a capital apresentando maior crescimento de infecções.

Mazzoleni expressou preocupação com o aumento de casos no departamento de Caaguazú devido à alta densidade populacional.

Férias no Brasil – Questionado sobre os paraguaios que viajaram de férias para o exterior, principalmente o Brasil, Mazzoleni destacou que a situação está sendo analisada pela equipe técnica. 

Com informações da Agência IP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *