BrasilParaguai

Grupo armado tenta resgatar líder do PCC preso no Paraguai

Na noite de sábado (9) a Polícia Nacional prendeu Giovanni Barbosa da Silva, na cidade de Pedro Juan Caballero, Paraguai. Ele é considerado líder da organização criminosa PCC.  Horas depois, um grupo armado tentou um resgate frustrado. (Foto: Agência IP/Reprodução)

O promotor Lorenzo Lezcano informou que a prisão do traficante ocorreu após um longo trabalho investigativo iniciado no ano passado em conjunto com instituições no Brasil, onde Giovanni Barbosa da Silva, conhecido como “Bonitão”, estaria vivendo antes de retornar ao Paraguai.

No momento da prisão, ele estava conduzindo uma caminhonete onde foram encontradas armas de alto calibre. Por volta das 22h30 de sábado, Giovanni foi transferido para o Departamento de Investigação da Polícia da Cidade de Pedro Juan Caballero.

Tentativa de resgate – Duas horas depois da da transferência, um grupo armado formado por aproximadamente 30 pessoas tentou resgatá-lo.

O grupo foi repelido por cerca de 100 policiais que guardavam o local. Após o tiroteio, que seguiu até a madrugada e assustou os moradores da região, dois brasileiros que participaram da ação foram presos. Além disso, três policiais que foram feitos reféns pelo grupo foram libertados.

(*) Segundo autoridades policiais e do Ministério Público, “Bonitão” foi transferido para Assunção com forte esquema de segurança. Na manhã deste domingo (10) ele embarcou rumo a Ciudad del Este e, como não tem nenhum processo criminal aberto no Paraguai, foi expulso para o Brasil, no começo da tarde.

(Foto: Oscar Florentim/Gentileza)

Ordem de prisão – Barbosa da Silva possui uma ordem judicial de prisão preventiva no Brasil, onde é acusado de por vários crimes. 

(* Atualizado às 13:57)

Cris Loose, com informações da Agência IP 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *