BrasilCovid-19Paraná

Servidores da UNILA fabricam torres de desinfecção para ajudar no combate a Covid-19

Dez laboratórios da unidade Jardim Universitário da UNILA receberam, as torres de desinfecção com luz ultravioleta tipo C (UV-C). (Foto: Unila/Divulgação)

A instalação dos equipamentos é o resultado de um projeto dos técnicos de laboratório do Departamento de Laboratórios de Ensino (Delaben), que pesquisaram, projetaram e construíram as torres de desinfecção.

A desinfecção com luz UV-C é uma medida auxiliar na descontaminação de superfícies e objetos, capaz de inativar o vírus Sars-Cov-2, causador da Covid-19.

A instalação das torres de desinfecção consta no Plano de Retorno, um documento interno do Delaben que estabelece algumas normas de uso dos espaços, visando a segurança de todos usuários.

“Como cada ambiente tem suas próprias características físicas e de utilização, pensamos em construir algo para o nosso dia a dia, que fosse prático e que tivesse a possibilidade de reutilizar alguns materiais, tornando-o mais acessível de certo modo”, explicou Carla Pires, técnica de Laboratório de Biologia, que trabalhou no projeto das torres.

Embora a UNILA continue com atividades acadêmicas remotas, alguns espaços estão sendo utilizados para as ações desenvolvidas pela comunidade acadêmica para o combate à pandemia.

Além disso, neste semestre letivo, algumas atividades laboratoriais essenciais para a conclusão dos cursos de graduação poderão ser autorizadas, a depender das condições sanitárias, do cenário epidemiológico da região e com a liberação das autoridades competentes.

Wagner Ferreira, técnico de Laboratório de Química, foi responsável pela construção dos aparelhos. Para evitar a circulação, toda a montagem foi feita na residência do servidor, em Medianeira.

“Vim até a UNILA e levei todo o material elétrico, de pintura e demais ferragens, como parafusos e abraçadeiras que a Universidade havia adquirido, necessários para fabricar 10 unidades de torres UV. Depois, consegui doação de paletes que seriam descartados e assim não foi necessário comprar a madeira”, contou.

Os doadores de paletes foram a Ferragem Nutriguaçu e a Mecânica Agrícola Rossi, ambos de Medianeira.

Os servidores continuam trabalhando na construção de mais torres e de outros equipamentos de combate a Covid-19, como cabines fechadas com luz UV-C para utilização na Biblioteca e nos laboratórios de Música. A UNILA também adquiriu chapas de acrílico, que serão usadas na fabricação de divisórias para as bancadas dos laboratórios.

Com informações da Unila 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *