Foz do Iguaçu

Novas matrículas na rede municipal de ensino de Foz serão feitas a partir fevereiro

Data do retorno das aulas presenciais ainda está sendo analisado pela Prefeitura de Foz do Iguaçu. (Foto: Arquivo/PMFI)

Nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), as novas matrículas e transferências para alunos de quatro e cinco anos iniciam dia 4 de fevereiro. Para preencher o formulário de matrícula e entregar a documentos da criança, é necessário que apenas um dos responsáveis ​​compareça à instituição de ensino de sua preferência, seguindo todas as medidas de prevenção ao coronavírus, como o uso obrigatório de máscara.

Os pais que perderam os prazos no fim do ano passado também podem aproveitar a oportunidade para matricular os filhos a partir do mês que vem.  

“A partir do dia 3 de fevereiro começamos as novas matrículas e transferências, mas aqueles pais que por ventura ainda não matricularam seu filho no primeiro ano do ensino fundamental também terão a oportunidade. Na mesma data, todos os serviços administrativos das escolas e CMEIs serão retomados”, explicou a secretária municipal de Educação, Maria Justina da Silva.

Foz possui 50 escolas municipais e 41 CMEIs, com 17.850 alunos matriculados no Ensino Fundamental e 7.686 na Educação Infantil.

Volta às aulas – O retorno presencial dos alunos ainda não está definido pela Prefeitura de Foz do Iguaçu. O Governo do Estado anunciou a volta às aulas no dia 18 de fevereiro, mas a data ainda está sendo avaliada pelo município, em conjunto com a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (AMOP). 

Em casa – Com o retorno, os pais poderão optar por enviar ou não os filhos às escolas. Aqueles que optarem por continuar com os filhos em casa deverão assinar um termo de responsabilidade no qual se comprometem em manter as atividades remotas, que continuarão a ser entregues pelas instituições.

Retomarão as atividades apenas alunos a partir de quatro anos. Crianças de seis meses a três anos ainda não voltarão aos CMEIs, devido ao risco de transmissão do coronavírus. Vale lembrar que quatro e cinco anos é fase obrigatória, ou seja, essas crianças devem estar matriculadas. 

“Caso os pais não consigam atendimento no local pretendido, devem buscar um outro CMEI”, afirmou a diretora de educação infantil, Luciana Moreira.

Educação Especial – A Educação Especial aguarda orientação do Núcleo Regional de Educação e da Federação das Apaes sobre o retorno às aulas.

Organização – A volta às aulas está sendo organizada pela Prefeitura de Foz desde o ano passado, quando foi criado um comitê com representantes das secretarias de Saúde e Educação. 

O retorno acontecerá de forma segura, respeitando todas as medidas sanitárias.

Com informações da PMFI 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *