Foz do IguaçuParaná

Largada do Transparaná reascende calendário esportivo do Estado

Os 110 veículos vão percorrer 1.360 quilômetros de Foz do Iguaçu até Curitiba, passando por trechos rurais de 32 cidades. (Foto: AEN)

O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou nesta quarta-feira (17) da largada oficial do 27º Rally Transparaná, uma das maiores competições off-road da América Latina. A largada foi no Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu. A edição deste ano envolve 110 veículos (número delimitado em razão da pandemia) e participantes de 13 estados e 45 municípios diferentes.

Serão 1.360 quilômetros de Foz do Iguaçu até Curitiba, passando por trechos rurais de 32 cidades. O trajeto terá como cidades-dormitórios Cascavel, Guarapuava e Irati, com chegada no Palácio Iguaçu, em Curitiba, no próximo sábado, dia 20. A prova é organizada pelo Jeep Clube de Curitiba e conta com o apoio do Governo do Estado.

O governador destacou que o Transparaná marca um ponto de retomada do calendário regular de eventos esportivos.

“O rally cruza o Estado e vai levando consumo ao setor de serviços. Ele passa pela zona rural, por trilhas, reconecta as pessoas com a natureza. Ano passado praticamente não tivemos nada no esporte e a expectativa é que o Transparaná seja um pontapé nos eventos. Ainda temos todas as limitações da pandemia, mas começamos a ter uma grade voltada ao turismo e o esporte”, acrescentou Ratinho Junior.

Segurança – Vinícius Gunha (Gallo), diretor-geral da competição e representante do Jeep Clube de Curitiba, disse que a 27º edição começou a ser organizada em setembro do ano passado.

Ele também destacou que todos os protocolos de segurança sanitária estabelecidos para combate à pandemia da Covid-19 serão rigidamente cumpridos e fiscalizados. O uso de máscara é obrigatório, além da higienização com álcool em gel e a precaução com o distanciamento social.

Os veículos inscritos estão divididos nas categorias Máster, Graduado, Turismo, Light e Adventure. A competição oficial é na modalidade de regularidade, com premiação, mas há cerca de 40 veículos apenas no rol do entretenimento.

Expectativa – Um dos participantes da competição deste ano é o aposentado Eloi de Almeida, de Curitiba. Ele fará o trajeto na categoria Adventure com a esposa Luciana e o filho Gustavo. “Participo há muitos anos e agora, com criança pequena, é uma emoção diferente. Estou desde o 4º Transparaná e ele já é parte da minha família”, disse.

Sérgio Correia também trouxe a esposa, Luciane, e o filho João Arthur. Ele passará ao lado de casa, em Irati. “É nossa primeira vez. Ficamos sabendo e resolvemos participar. Será uma expedição de aventura”, afirmou. “A ideia é conhecer caminhos alternativos do nosso Estado”.

Ação social – Nesta terça-feira (16), os 110 carros inscritos para a 27ª edição do Rally Transparaná passaram por uma vistoria e receberam seus kits de adesivagem e identificação. No ato de confirmação da inscrição cada equipe fez a doação de uma cesta básica. Foram arrecadadas três toneladas de alimentos – parte foi doada a uma instituição de Foz do Iguaçu e parte será levada para as cidades do trajeto da competição.

Ontem também houve uma visita exclusiva e em comboio às Cataratas do Iguaçu, uma das maravilhas naturais do mundo, com foto oficial do evento na passarela em frente às quedas d’agua.

Com informações da AEN

Um comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *