Covid-19Foz do Iguaçu

Entidades rejeitam lockdown e reivindicam reabertura do comércio

Lideranças empresariais pedem 30% de funcionamento para todas as atividades e horários diferenciados por região. (Foto: Divulgação/Acifi)

Pela sexta vez em uma semana, lideranças de entidades reuniram-se com representantes da Prefeitura de Foz do Iguaçu. Dirigentes da ACIFI, Comtur, Sindhotéis, Visit Iguassu, Sindilojas e Codefoz voltaram a reivindicar, nessa quinta-feira, 4, flexibilização das restrições às atividades econômicas. O prefeito Chico Brasileiro não participou porque estava em viagem a Cascavel.

Flexibilização – As entidades reforçaram apoio ao toque de recolher e pediram forte fiscalização para o cumprimento dele. Também intensificaram o pedido de flexibilização do comércio em 30% para todas as atividades comerciais, de serviços, indústria e turismo, visando a corrigir as injustiças do decreto do Governo do Estado.

Em relação aos horários de funcionamento das atividades econômicas, a Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu defende a proposta de intercalar os horários da Vila Portes com os do centro e demais bairros do município. O objetivo é distribuir a circulação de pessoas (consumidores, funcionários e gestores) ao longo do dia.

Durante a reunião dessa quinta-feira (4), de quase três horas, foi apresentada a situação da estrutura assistencial e hospitalar atual, sendo discutidas as sérias consequências do lockdown para a economia (mais falências e desemprego) e sua efetividade para a saúde pública.

As entidades foram contrárias a qualquer tipo de ampliação de restrições às atividades econômicas diurnas, principalmente do pequeno comércio, pois sustentam que os grandes focos de transmissão não estão nas atividades econômicas.

Com informações da Assessoria da Acifi 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *