Covid-19Paraguai

Paraguai: Marito anuncia mudanças no governo

Mudanças foram anunciadas após os protestos registrados em todo o país. (Foto: Agência IP)

Após protestos em várias regiões do País, o Presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, anunciou na noite de sábado (6) mudanças em pelo menos quatro ministérios, “em prol da pacificação” e respondendo às expectativas de mudança expressas pelos cidadãos. 

Em mensagem veiculada em canais de televisão, o Presidente anunciou mudanças nos ministérios da Saúde, Educação, Mulher e Casa Civil.

“Sou uma pessoa de diálogo, não de confronto, e meu compromisso é ouvir a todos, tanto os que aprovam nosso governo quanto os que não o aprovam”, disse o presidente.

Ele acrescentou que durante a semana continuará avaliando mais alterações.

“Tenho a certeza que os novos ministros ajudarão a enfrentar este momento de emergência que vive a Pátria. Eles terão todo o meu apoio e confiança se atenderem às expectativas dos cidadãos”, afirmou.

Abdo falou que o novo Ministro da Saúde assumirá com as instruções precisas para renovar a pasta. “O objetivo é garantir à população o fornecimento dos medicamentos, com estrito respeito aos processos administrativos em vigor”, garantiu.

O Presidente também expressou a vontade de garantir a liberdade de expressão e manifestação no país e lamentou “que a manifestação de ontem tenha ficado maculada por causa de poucos, contaminando o legítimo exercício de um direito constitucional de todos os cidadãos”.

Leia mais sobre a manifestação AQUI.

“A violência nunca é o caminho e merece toda a nossa condenação”, disse Abdo, expressando solidariedade para com as pessoas feridas durante o protesto. 

“Não gostaria mais de ver os paraguaios se enfrentando, nosso país não precisa de um cenário de polarização e fissura social”, afirmou.

Ele acrescentou que em um momento de crise na saúde, o país não precisa de marchas e contramarchas, mas de compreensão e união.

Por fim, fez um apelo à responsabilidade política das lideranças, para pensar primeiro na vida da população, entendendo que o coronavírus é uma ameaça real. “Precisamos da responsabilidade de todos, o país precisa de nós unidos e estou certo de que juntos também superaremos este evento excepcional e sem precedentes”, afirmou.

“Superar esta crise exige o apoio de todos e irei mostrar a abertura necessária, com espírito democrático, face às sugestões, críticas e contribuições que vierem a ser feitas. Hoje, desta forma, renovo o meu compromisso com o Paraguai ”, concluiu.

Com informações da Agência IP 

Um comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *