Foz do Iguaçu

Itaipu espalha mensagens de gentileza em tapumes de obras financiadas pela usina

Iniciativa vai colorir parte da cidade e garantir emprego para grafiteiros. Projeto-piloto começou pelo Gramadão, nesta segunda-feira (22). (Foto: Sara Cheida/Itaipu Binacional)

Mais uma marca será impressa nas obras financiadas pela usina de Itaipu: a do acolhimento e do bem-querer. A população de Foz do Iguaçu será abraçada por um projeto-piloto, que vai colorir com grafitagem os 800 metros de tapumes metálicos instalados em torno da revitalização do Gramadão da Vila A, de Itaipu. O tema não poderia ser mais apropriado para esse momento tão delicado: “Gentilezas Urbanas”.

“Dentro do conceito de gentilezas urbanas, a temática dos desenhos será uma mistura do cotidiano do Gramadão, com crianças brincando, soltando pipa, além de frases que geram gentilezas, retratando a natureza local”, explica a coordenadora do projeto, a produtora cultural Yoná Castilho, da Cia de Teatro Amadeus.

Os primeiros traços da grafitagem começaram a ser feitos na manhã desta segunda-feira (22), nos tapumes voltados para a Avenida Silvio Américo Sasdelli. O prazo é de 30 dias, a partir da ordem de serviço emitida pelas Assessoria de Comunicação Social e de Turismo da Itaipu. O grafite também vai colorir os tapumes na Avenida Paraná e na Rua Perdigão. O projeto deve ganhar corpo nos próximos dias.

“Vou trabalhar com letreiros com algumas palavras que podem melhorar o cotidiano das pessoas, como ‘amor’, ‘fé’, ‘respeito’, ‘solidariedade’”, explica a grafiteira Victoria Budel, que tem experiência de cinco anos na arte. “A comunidade sente falta do Gramadão, por isso, enquanto não podem utilizar o espaço de lazer, vão poder apreciar uma exposição de arte a céu aberto.”

Enquanto Victória escreve palavras positivas, outro grafiteiro, Davi Souza, é o responsável pelos desenhos. “Vamos mostrar a molecada soltando pipa, jogando bola ou curtindo um violão, como é o cotidiano do Gramadão”, afirmou. “Ah, tem que fazer as crianças descendo o barranco de papelão”, lembrou Victória. “Claro, isso não pode faltar”, concluiu Davi.

Gentilezas Urbanas – A ideia da grafitagem com o tema Gentilezas Urbanas nasceu ainda no final do ano passado, numa tentativa de ajudar profissionais que perderam empregos em decorrência dos problemas econômicos e sociais provocados pela covid-19.  Pouco a pouco, Itaipu buscou alternativas para diminuir esse impacto, com uma espécie de força-tarefa do bem. 

As obras de Itaipu, com investimentos na ordem de R$ 2,5 bilhões, geram mais de 2 mil empregos no total. Em 2020, a usina fez vários convênios para ajudar, de forma emergencial, categorias afetadas pela pandemia. Entre eles estão o Programa Capacita Guias, que garantiu bolsa-auxílio de R$ 450 para 150 guias de turismo, durante três meses, e uma live solidária que arrecadou R$ 80 mil para profissionais do setor. Os auxílios eventuais beneficiaram mais de 60 mil pessoas em situação vulnerável, com aportes de R$ 5,7 milhões.

Com informações da Itaipu Binacional 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *