Covid-19Paraguai

Mais de 100 pacientes esperam vaga em UTI no Paraguai

O ministro da Saúde do Paraguai, Júlio Borba, afirmou hoje (29) que mais de 100 pacientes aguardam um leito de UTI. Vacinas doadas pela Índia devem chegar hoje ao país. (Foto: MSPBS)

O Ministro da Saúde Pública lamentou a situação “bastante crítica e complicada” em que se encontram os serviços de saúde do país, com a ocupação total de leitos.

“Hoje a situação é bastante crítica. Temos 100% de ocupação dos leitos de UTI, com pouco mais de 100 pacientes necessitando de terapia intensiva, e os profissionais da saúde estão fazendo malabarismos para conseguir atender a todos”, disse. 

Ele acrescentou que há 95 pacientes aguardando vagas nos leitos comuns que também estão lotados.

“A situação é bastante complicada. Apesar do aumento no número de leitos, não há como dar respostas, e se continuarmos nesse ritmo, mesmo com mil ou dois mil leitos não conseguiremos dar respostas”, falou.

Aquisição de medicamentos – Borba explicou que a Saúde continua trabalhando para a aquisição de medicamentos, mesmo com compras no exterior, como na Argentina, por meio da Entidade Binacional Yacyretá.

“Procuramos ter uma cobertura quase total e garantir os medicamentos”, acrescentou, em entrevista para a Rádio Nacional do Paraguai.

Vacinas – Sobre a chegada das vacinas contra covid-19, as primeiras doses doadas pelo governo da da Índia, devem chegar ainda hoje ao Paraguai. São 100.000 doses de vacinas Covaxin, que devem chegar nesta segunda-feira (29) ao aeroporto Silvio Pettirossi.

Além das vacinas doadas pela Índia, o Paraguai aguarda o imunizante adquirido pelo Mecanismo Covax. O Paraguai também está negociando com o Catar a aquisição de mais doses.

“Esta semana é crucial. Temos várias frentes tratando da vacina”, disse. 

Com informações da Agência IP

Um comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *