BrasilParaná

Aluno da rede estadual é aprovado no Instituto Tecnológico da Aeronáutica

O estudante foi um dos 150 aprovados dentre 9,7 mil candidatos no último vestibular da instituição de Ensino Superior, que é administrada pela FAB (Força Aérea Brasileira). (Foto: Arquivo Pessoal)

Aluno do Colégio Estadual Júlia Wanderley, em Curitiba, durante todo o Ensino Fundamental e Médio, Luís Antônio Marin (19) garantiu uma vaga no ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica), ingressando neste ano. O estudante foi um dos 150 aprovados dentre 9,7 mil candidatos no último vestibular da instituição de Ensino Superior, que é administrada pela FAB (Força Aérea Brasileira).

“Era a minha segunda casa”, diz Luís sobre o colégio Júlia Wanderley. “Meus melhores amigos são de lá. Tem muita história naquele colégio”, conta.

O estudante, que chegou a cursar Engenharia Mecânica na UFPR (Universidade Federal do Paraná) antes de prestar vestibular para o ITA, diz que a preparação para as provas seletivas envolveu muito estudo e uma boa base em exatas, além de treinos diversificados, como nas Olimpíadas de Matemática das quais participou ao longo do Ensino Médio.

Morando em um alojamento estudantil no campus do ITA, em São José dos Campos (SP), desde o início de 2021, Luís planeja cursar Engenharia Aeroespacial a partir do terceiro ano de estudo no Instituto. É apenas nesse período que os universitários podem escolher entre os cursos de Engenharia oferecidos: Aeronáutica, Eletrônica, Mecânica-Aeronáutica, Civil-Aeronáutica, da Computação e Aeroespacial.

Agora, Luís acompanha as aulas remotas e participa de três iniciativas (grupos para desenvolvimento de projetos): ITA ROCKET, ITA BAJA e Diretoria de Bem-estar do Centro Acadêmico. A primeira consiste em uma competição de foguetes; a segunda, em uma competição de carros off-road; já a terceira é uma iniciativa para cuidados da saúde mental.

“Quero aproveitar todas as oportunidades que o ITA tem para oferecer. Vou fazer todas as iniciativas e até planejo fazer intercâmbio”, relata o estudante.

Com informações da AEN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *