Foz do IguaçuParaná

PTI Conecta Universidade já é referência entre as melhores faculdades do Oeste do Paraná

O novo programa de extensão do Parque Tecnológico Itaipu tem aproximado estudantes de graduação ao universo das startups, o PTI Conecta já apresentou o universo do empreendedorismo e da inovação para mais de 300 participantes. (Foto: Divulgação) 

O Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) lançou mais um programa de extensão, o PTI Conecta Universidade, projeto direcionado para acadêmicos que tem interesse nos temas de empreendedorismo e inovação.

Por meio de palestras e dinâmicas os especialistas do Parque Tecnológico desenvolvem uma trilha de conhecimento que mostra aos alunos o caminho a seguir empreendendo e criando startups. Os jovens são instruídos e conduzidos a tirar uma ideia do papel e a investir em uma proposta, desenvolvendo novos negócios.

“A principal ideia do projeto é estimular os estudantes a empreender e apoiar em suas mudanças de perspectiva sobre como desenvolver soluções inovadoras”, comenta o diretor de negócios e inovação do PTI-BR, Rodrigo RégisRégis. “Isso significa que eles aprendem a responder problemáticas reais de mercado, ao invés de, apenas, pesquisar, desenvolver e testar produtos”.

No decorrer dos encontros, também são apresentados exemplos de startups incubadas no Parque Tecnológico, na Incubadora Santos Dumont.

Primeiro ciclo – Neste primeiro ciclo de palestras, estão participando, desde março, seis instituições de ensino, sendo quatro em Foz do Iguaçu e duas em Marechal Cândido Rondon. Unioeste Campus Foz, Cesufoz, UniAmérica, Instituto Federal do Paraná (IFPR), em Foz do Iguaçu, e em Marechal Cândido Rondon, o Instituto Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (ISEPE), além da Unioeste Campus Rondon. Ao todo, são 18 horas por ciclo, contando com 6 encontros virtuais, que acontecem a cada 15 dias, com direito a certificado aos participantes.

Os acadêmicos que desenvolverem boas ideias farão uma visita técnica ao Parque Tecnológico e ganharão até quatro mentorias para auxiliar no desenvolvimento e no amadurecimento dos projetos. Para as ideias mais desenvolvidas ou até mesmo negócios que já estão em andamento, haverá a possibilidade de incubação e o possível investimento do PTI-BR ou de parceiros.

Este ciclo de palestras vai até agosto. Caso outras instituições tenham interesse, poderão participar do próximo ciclo, que inicia a partir de Junho. 

Com informações do PTI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *