Covid-19Foz do Iguaçu

Restaurantes de Foz do Iguaçu poderão funcionar até 23h no Dia dos Namorados

Decreto publicado nesta quarta-feira (9) pela prefeitura abre exceção ao toque de recolher a partir das 20h para o próximo sábado (12). (Foto: PMFI)

Embora a situação epidemiológica de Foz do Iguaçu em relação à covid-19 ainda seja preocupante, o número de casos, de internações e de óbitos tem se mantido estável (ainda de forma elevada). 

Levando em conta o cenário, a Prefeitura de Foz do Iguaçu publicou nesta quarta-feira (9) novo decreto prorrogando a restrição da circulação de pessoas entre 20h e 5h até o próximo domingo (13). A única exceção foi para o sábado (12), Dia dos Namorados, quando os restaurantes poderão receber clientes até as 22h e encerrar o atendimento às 23h.

Os restaurantes deverão atender com reserva antecipada e está proibida fila de espera nos estabelecimentos. A fiscalização será intensificada para garantir que não haja aglomeração nesses locais.

Domingo – No domingo, ficam mantidas as medidas do decreto anterior: só poderão funcionar os serviços essenciais, atrativos turísticos com capacidade de 50% público e, das 11h às 15h, restaurantes, com reserva antecipada de meses, e vendas de carne assada e acompanhamentos. Já os serviços de delivery podem funcionar 24h, ficando proibida a retirada no balcão e a venda de bebidas alcoolicas após as 20h.

Veja o Decreto na íntegra AQUI

Situação epidemiológica – Nesta quinta-feira, foram registrados 116 novos casos de covid-19 e nove óbitos pela doença em Foz do Iguaçu. A média móvel dos casos está em 141,43 – 19% superior à registrada na última semana.

A taxa de transmissão da doença, no entanto, caiu de 1,5, no dia 17 de maio, para 1,03. A contaminação está acelerada se a taxa está acima de 1, estável se é igual a 1 ou em queda se está menor que um.

A ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da cidade está em 97%, sendo que o Hospital Municipal Padre Germano Lauck, referência no atendimento à covid-19, está com 100% dos leitos de UTI ocupados há mais de um mês. Por causa deste panorama, as medidas restritivas para evitar a transmissão do coronavírus ainda se fazem necessárias.

Leia mais AQUI.

Com informações da PMFI 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *