BrasilFoz do IguaçuFronteiraParaná

Gaeco cumpre mandados no oeste do Paraná e em Mato Grosso

A investigação apura a atuação de uma organização criminosa, envolvida com peculato, prevaricação e falsidade ideológica. (Foto: MPPR)

Na manhã de hoje (30), o Núcleo Regional do GAECO de Foz do Iguaçu, com apoio da Corregedoria-Geral da Polícia Militar do Paraná, deflagrou a chamada Operação “Desviados II”.

São 15 mandados de prisão preventiva e suspensão do exercício das funções públicas, além de 23 mandados de busca e apreensão, em São Miguel do Iguaçu, Missal, Foz do Iguaçu e Cláudia (MT). De acordo com o Ministério Público, 17 policiais militares foram presos. 

Um dos mandados diz respeito a policiais militares lotados na 2ª Companhia da Polícia Militar de Medianeira (PR). A investigação apura a atuação de uma organização criminosa envolvida com peculato, prevaricação e falsidade ideológica.

Investigação – Durante as investigações, foi verificado, de acordo com o Gaeco, que os Policiais Militares alvos, abordavam pessoas com mercadorias oriundas do Paraguai e se apropriavam indevidamente de parte ou totalidade dos produtos. O dono das mercadorias era liberado. 

Para conferir aparente legalidade à abordagem, os policiais registravam boletins de ocorrência com informações genéricas, sem a descrição dos produtos apreendidos, o que facilitava o suposto desvio de parte ou totalidade das mercadorias.

Durante o cumprimento dos mandados foram recolhidos armas da Corporação, distintivos, coletes balísticos, cédulas funcionais, além de documentos, equipamentos eletrônicos, celulares e valores em espécie.

Os mandados de prisão preventiva, afastamento do exercício das funções públicas e de busca e apreensão foram expedidos pelo Juízo da Vara da Auditoria Militar Criminal de Curitiba (PR).

Com informações do Ministério Público do Paraná 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *