Covid-19Paraná

IDR-Paraná prepara retorno das Caminhadas na Natureza

O primeiro circuito a ser retomado deve ser o de Mandirituba, na Região Metropolitana de Curitiba, no dia 24 outubro. (Foto: IDR-Paraná)

IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná), as prefeituras, a Anda Brasil, e o Ecobooking vão retomar as Caminhadas na Natureza.

Para isso, foi criado um protocolo sanitário dirigido a empreendedores, caminhantes e ao pessoal que organiza as atividades para evitar o contágio pelo coronavírus. O primeiro circuito a ser retomado deve ser o de Mandirituba, na Região Metropolitana de Curitiba, no dia 24 outubro.

As Caminhadas na Natureza deram um grande impulso à atividade turística no meio rural. Em 2019, quando o coronavírus ainda não tinha chegado ao Brasil, cerca de 70 mil pessoas percorreram os 159 circuitos oficiais de turismo rural no Estado, movimentando a economia de diversas comunidades.

Em março do ano passado, com o agravamento da pandemia, as caminhadas foram suspensas.

Protocolo – Para que as Caminhadas sejam seguras, o protocolo definido pelo IDR-Paraná e outras instituições inclui várias medidas que já estão sendo divulgadas entre os organizadores, caminhantes e produtores rurais envolvidos na atividade.

São regras referentes a como fazer os deslocamentos evitando-se a lotação máxima do veículo e sempre com as janelas abertas. Todos os participantes precisam usar máscara e gel nas mãos antes de entrar no veículo.

Os caminhantes devem estar com a cobertura vacinal completa para participar da atividade.

O protocolo orienta ainda que os apertos de mãos sejam evitados e o respeito ao distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas. Os caminhantes devem ser divididos em pequenos grupos e orienta-se que eles não entrem nas casas dos produtores.

Qualquer pessoa que for manipular algum material deve higienizar as mãos antes e depois com álcool gel. O espaço que for receber os caminhantes para almoço ou café deve ter mesas posicionadas com, no mínimo, dois metros de distância uma da outra.

Os organizadores precisam medir a temperatura corporal, antes do início das atividades.  Se alguém apresentar sintomas de gripe deve avisar a organização do evento, afastar-se de suas atividades e procurar um médico. Ao fazer sua inscrição, o caminhante terá acesso ao protocolo.

Com informações da AEN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *