BrasilFoz do IguaçuParaná

Observatório Social disputa prêmio nacional com 25 cidades e capitais

Votação é aberta para a comunidade, bastando curtir o vídeo na internet; prazo está na reta final. (Foto: Marcos Labanca/Divulgação)

O Observatório Social do Brasil – Foz do Iguaçu (OSB – FI) disputa, entre 25 cidades e capitais, o prêmio nacional de boas práticas de controle social da aplicação dos recursos públicos.

A votação é aberta para toda a comunidade, até o dia 20 de outubro. Para participar basta curtir o vídeo no Youtube.

Foz do Iguaçu compete com o vídeo “Transparência nos editais e obras públicas”. O trabalho é resultado de reivindicações à prefeitura para o aperfeiçoamento dos editais e da transparência em compras e obras realizadas pela gestão municipal, e pede a efetivação de um planejamento anual de compras para a economia aos cofres iguaçuenses.

No vídeo, o promotor de Justiça Marcelo Mafra destaca a importância da ação do Observatório Social.

“Contribui de maneira decisiva para o aperfeiçoamento de editais para compras de produtos e serviços, com ganhos expressivos, transparência e, sobretudo, com economia ao morador de Foz do Iguaçu”, sublinha.

O 4º Concurso Nacional de Boas Práticas é promovido pela rede nacional do Observatório Social do Brasil. A seleção mapeia e reúne as iniciativas que contribuem para a boa gestão dos recursos públicos nos municípios e as submete à votação popular. Os dez vídeos com mais curtidas passam para a segunda fase, que é técnica.

“Cada voto é muito importante nesse concurso, que é uma vitrine nacional para o trabalho realizado por voluntários”, enfatiza o vice-presidente para Assuntos de Controle Social do OSB – FI, Marco Castella. “Contamos com o apoio da comunidade para elevarmos o nome de Foz do Iguaçu em nível de país”, completa.

Cidadania e controle social – O Observatório Social do Brasil em Foz do Iguaçu é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, custeada integralmente por mantenedores, sem recursos públicos. O trabalho de monitoramento de licitações resultou em uma economia de R$ 59 milhões aos cofres públicos municipais entre 2011 e 2020.

Saiba mais no site fozdoiguacu.osbrasil.org.br.

Com Assessoria de Imprensa do Observatório Social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *