BrasilFronteiraParaguai

Senad e Polícia Federal prendem, em Amambay, três homens ligados ao PCC

Dois deles já tinham sido presos em outubro do ano passado, no Paraguai. (Foto: Senad/Divulgação)

A Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) e a Polícia Federal conseguiram prender um importante chefe do crime brasileiro, ligado ao Primeiro Comando da Capital (PPC). Dois colaboradores dele também foram presos.

Por meio da operação realizada por agentes antinarcóticos do Paraguai em parceria com os policiais federais do Brasil, Marcio Vinicius Da Paixão Vieira, vulgo “Pica-Pau”, líder do PCC em Minas Gerais, foi detido na localidade de Zanja Pytã, no departamento de Amambay.

Mizael Correa Viana e Jonatan Pinheiro Rocha, que seriam colaboradores de Vieira, também foram presos.

Segundo dados da Senad e do Ministério Público, os três brasileiros estariam coordenando atividades criminosas ligadas ao tráfico de drogas e armas.

Além das prisões, foram apreendidos veículos e armas de fogo. 

A Senad informou também que Márcio Vinicius Da Paixão Vieira e Mizael Correa Viana tinham sido presos em outubro do ano passado, no Paraguai, pela Polícia Nacional.

Eles foram expulsos para o Brasil e escaparam da prisão novamente. Agora, serão expulsos outra vez e entregues para as autoridades brasileiras.

Com informações da Agência IP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.