BrasilFoz do Iguaçu

Ensino e saúde: procedimento inédito reúne médicos e estudantes no Hospital Costa Cavalcanti

Técnica de epiduroscopia foi realizada em paciente com histórico de dor crônica, e pôde ser acompanhada pelos profissionais do Corpo Clínico e acadêmicos da área. (Foto: HMCC/Divulgação)

O Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC) realizou, no sábado (5), um procedimento inédito, minimamente invasivo e mais eficiente no controle da dor crônica, chamado epiduroscopia. As cirurgias foram realizadas pelos médicos Dr. Elton Gomes da Silva e Dra. Francine Sberni Ulbrich, ambos do corpo clínico do HMCC, sob supervisão do anestesiologista e médico intervencionista da dor, Dr. Fabrício Dias Assis, de São Paulo, e assistida por médicos e estudantes.

A atividade foi uma ação do Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP) do HMCC. Segundo Dr. Elton, os procedimentos usam de um catéter no canal vertebral e contraste para verificar todo o trajeto das raízes nervosas, com um aparelho de radiografia intraoperatória.

“Assim conseguimos ver se há compressão da raiz em algum ponto e, a partir disso, direcionar o cateter para realizar um bloqueio anestésico ou radiofrequência ou retirar as aderências aí presentes”, explicou o médico, que continuou: “Isso ajuda a melhorar significativamente a dor do paciente, com a vantagem de ter uma recuperação mais rápida e alta no mesmo dia do procedimento”.

Em um dos procedimentos realizados no sábado, a paciente não havia passado por cirurgia, mas reclamava de uma dor crônica de dois a três anos, e que começou de repente.

“Ela fez todo o tratamento conservador, mas não obteve melhora; como havia sinais de lesão da raiz nervosa em um exame específico, optamos por realizar este procedimento agora”, falou Dr. Elton.

Médico convidado para auxiliar nos procedimentos e passar o conhecimento aos médicos e estudantes, Dr. Fabrício falou que a epiduroscopia tem sido cada vez mais utilizada para dores na coluna.

“Principalmente as relacionadas a inflamações dos nervos da coluna lombar, hérnia de disco, e pacientes que já operaram, ela tem trazido excelentes resultados. Vamos tirar a inflamação dos nervos e melhorar a dor”, disse.

A realização do workshop é também uma maneira do HMCC contribuir para o ensino dos seus profissionais e futuros médicos.

“Queremos nos tornar referência acadêmica, então, a oportunidade de realizar um procedimento inédito em nossa instituição e permitir que outros médicos e acadêmicos acompanhem, é um grande passo”, explicou o diretor-técnico do centro hospitalar, Dr. Rodrigo Romanini.

Em todos os procedimentos realizados, os pacientes notaram os resultados em seguida, com melhora da dor que os acompanhava por anos.

Com informações do HMCC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.