Foz do Iguaçu

Alunos da rede municipal voltam às aulas na segunda-feira (21)

Ensino da língua inglesa e início do período integral nas escolas são algumas novidades deste ano letivo. (foto: Christian Rizzi/PMFI)

Cerca de 25 mil estudantes matriculados nas 50 escolas e 41 CMEIs (Centro Municipal de Educação Infantil) de Foz do Iguaçu iniciam o ano letivo na próxima segunda-feira, dia 21 de fevereiro. O retorno respeitará as normas de segurança e prevenção à Covid-19, como o uso obrigatório da máscara e a higienização das mãos.

A volta às aulas estava prevista para o dia 8 de fevereiro, mas foi adiada por decisão do Comitê de Enfrentamento a Covid-19 devido ao grande número de casos da doença no início do ano.

“Foi uma decisão acertada do comitê, e agora com a redução do número de casos e a vacinação das crianças em andamento, temos mais tranquilidade em retomar as aulas. Todas as unidades escolares são seguras e nossos estudantes terão um grande ano pela frente, com muitas novidades”, disse a secretária da educação, Maria Justina da Silva.

Até agora, 10.897 crianças de 5 a 11 anos receberam a primeira dose da vacina contra a Covid. O número representa 41,56% do público estimado, de 26 mil crianças.

Novos CMEIs – Até março, outros três centros de educação infantil serão inaugurados no município, gerando mais de 500 vagas. O CMEI Rosa Cirilo de Castro, no Profilurb II, terá capacidade para atender aproximadamente 200 crianças; o CMEI Buenos Aires poderá atender outras 200 e o CMEI do Jardim Jupira terá capacidade para até 102 alunos. Com as três novas unidades de ensino, sobe para 44 o número de CMEIs no município.

Novidades – Entre as novidades deste ano letivo está a oferta das aulas de inglês no contraturno escolar dos alunos de 4º ano do Ensino Fundamental. Os pais devem procurar as secretarias das escolas entre os dias 24 de fevereiro a 9 de março para formalizar a inscrição dos estudantes. São quase 4 mil alunos matriculados em 145 turmas.

Gradativamente, o projeto “Inglês nas escolas” será ampliado para outras turmas, com a meta de atender todos os anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º).

Período Integral – Este ano a Secretaria da Educação também inicia o período integral nas escolas. O projeto-piloto começa no dia 3 de março na Parigot de Souza, região central da cidade, e em seguida na Escola Gabriela Mistral, no Jardim Lancaster.

Além da grade curricular, os alunos terão aulas de inglês e espanhol, atividades de educação ambiental, desenvolvimento sustentável, economia solidária, educação financeira, comunicação, uso de mídias e cultura digital. Cerca de 442 estudantes estão matriculados nas duas escolas que ofertarão o integral.

Ampliação nos CMEIs – Além das duas escolas, haverá uma ampliação do período integral nos CMEIs para alunos de 4 e 5 anos (turmas de Infantil 4 e 5). O projeto começa pelos centros de educação Onira Caprini (São Roque), Vanderli Moreira (Porto Meira) e Ramona Rodrigues Dotto (Jardim América). Serão mais 134 crianças nestas turmas.

Desde 2017, a prefeitura oferta o período integral para crianças de 6 meses a 3 anos. Hoje são 2.141 crianças atendidas em 34 dos 41 CMEIS em funcionamento. Nos CMEIs, o integral também começa no dia 3 de março. Nesta primeira semana, os alunos passam por um período de acolhimento e adaptação à unidade de ensino.

Com informações da PMFI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.