BrasilFoz do IguaçuParaná

Grupo CCR apresenta nova marca para divisão de aeroportos

O lançamento da marca faz parte de sua estratégia de ampliação da atuação no modal, marcada pelo início das operações dos 15 aeroportos conquistados na 6ª Rodada Concessões de Aeroportos do Governo Federal e também do Aeroporto da Pampulha, concedido pelo Governo de Minas. (Foto: Divulgação)

O Grupo CCR apresenta, neste mês fevereiro, uma nova marca para a CCR Aeroportos, divisão do Grupo que gere os negócios no modal. Esse movimento faz parte do posicionamento da companhia em sua atuação e crescimento no setor aeroportuário.

A ação acompanha a estratégia de início das operações dos 15 novos aeroportos conquistados na 6ª Rodada de Concessões do Governo Federal, em março, além do Aeroporto da Pampulha, concedido pelo Governo do Estado de Minas Gerais, que deve terminar sua transição operacional ainda no primeiro semestre de 2022.

A CCR Aeroportos tem como objetivo impulsionar o desenvolvimento dos oito estados atendidos pelo modal, sendo referência na geração de negócios, promoção do turismo, criação de novos empregos, entre outros. Em seu portfólio, a CCR também opera o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, e outros três aeroportos internacionais, no Equador, na Costa Rica e em Curaçao.

“A criação de uma marca exclusiva para a operação de aeroportos significa uma nova etapa do processo de expansão do Grupo no segmento aeroportuário e reforça nossos objetivos de proximidade e desenvolvimento nas regiões atendidas pelos aeroportos”, destaca Cristiane Gomes, presidente da CCR Aeroportos.

Novas operações – Deste novo conjunto concedido no ano passado, nove aeroportos passarão a ser operados pela companhia a partir do dia 9 de março. São eles: Londrina e Bacacheri, no Paraná; Bagé, Pelotas e Uruguaiana, no Rio Grande do Sul; Joinville, em Santa Catarina; Imperatriz, no Maranhão; Petrolina, em Pernambuco; e Palmas, no Tocantins.

No dia 24, outros três aeroportos passarão a ser operados pela empresa, que são: Goiânia, capital de Goiás; São Luís, capital do Maranhão, e Teresina, capital do Piauí.

E, finalmente, em 31 de março, a CCR Aeroportos assume mais três: os de Curitiba e Foz do Iguaçu, no Paraná, e o de Navegantes, em Santa Catarina. O investimento previsto nestes aeroportos é de R$ 4,86 bilhões, ao longo de 30 anos.

A CCR Aeroportos – A CCR Aeroportos opera atualmente quatro aeroportos, sendo um no Brasil, o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins (MG), por meio da BH Airport, e três no exterior: Quito (Equador), Juan Santamaria (Costa Rica) e Curaçao (Antilhas Holandesas).

Recentemente, a divisão CCR Aeroportos conquistou a concessão de outros 15 aeroportos divididos entre Blocos Sul e Central na 6ª Rodada de Concessão de Aeroportos do Governo Federal. São eles: Curitiba (PR), Foz do Iguaçu (PR), Londrina (PR), Bacacheri (PR), Navegantes (SC), Joinville (SC), Pelotas (RS), Uruguaiana (RS) e Bagé (RS), no chamado Bloco Sul, e de Goiânia (GO), Palmas (TO), Teresina (PI), São Luís (MA), Imperatriz (MA) e Petrolina (PE), no Bloco Central.

Além desses ativos, a CCR Aeroportos também venceu o último Leilão de Aeroportos, conquistando a operação do Aeroporto da Pampulha (Belo Horizonte). A divisão mantém ainda uma empresa de serviços aeroportuários nos Estados Unidos, chamada Total Airport Services (TAS). Com todas essas operações, o Grupo administra 20 aeroportos no mundo, com movimentação prevista de cerca de 40 milhões de passageiros/ano.

O Grupo CCR atua nos segmentos de concessão de rodovias, mobilidade urbana, aeroportos e serviços. São 25 ativos, presença em oito estados brasileiros e 17 mil colaboradores. A ambição estratégica 2025 da empresa tem o propósito de consolidá-la como companhia de infraestrutura para mobilidade humana focada em fazer caminhos melhores e mais seguros para a sociedade. Esse programa tem cinco eixos: clientes, colaboradores, ESG, responsabilidade social e retorno aos acionistas.

Em rodovias, com a recém-conquistada concessão da Dutra e BR-101 (Rio-Ubatuba), a CCR será responsável pela gestão e manutenção de 3.698 quilômetros. Hoje, são feitos 3,6 mil atendimentos diários aos clientes de rodovias. Em mobilidade urbana, administra serviços de transporte de passageiros de metrôs, VLT, barcas e Linhas 8 e 9 de trens metropolitanos, oferecendo atenção a 3 milhões de passageiros diariamente.

No segmento de aeroportos, com a vitória no leilão dos blocos Central e Sul, concedidos pela ANAC, o número de passageiros que irá atender e cuidar poderá ultrapassar 23 milhões, anualmente, incluindo o aeroporto da Pampulha/BH e o aeroporto Confins/MG.

Com informações do Grupo CCR Aeroportos 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.