Paraná

Celepar e Copel passam a compartilhar data centers e ampliam segurança no armazenamento de dados

Instituições poderão usufruir da infraestrutura de centros de processamento de dados uma da outra. (Foto: Celepar/Divulgação)

Um termo de cooperação firmado entre a Celepar e a Copel possibilita o compartilhamento, pelas companhias, de seus respectivos centros de processamento de dados (data centers). A iniciativa amplia a infraestrutura e traz mais segurança no armazenamento e disponibilidade de dados.

“A parceria representa a união entre grandes instituições, uma aliança importante que assegura ainda mais a disponibilidade de informações e proteção de dados no Estado”, diz o presidente da Celepar, Leandro Moura.

A diretora de Gestão Empresarial da Copel, Ana Letícia Feller, destaca que a cooperação vai evitar custos adicionais para as duas empresas.

“Esse cenário só é possível porque ambas as empresas compartilham uma busca por melhorias na performance, confiabilidade e segurança de suas ações”, afirmou ela.

Acordo – Em novembro de 2021 foi definido o acordo entre a Copel e a Celepar prevendo que uma empresa poderia utilizar o espaço em data center da outra. Este trabalho tem sido pensado desde agosto de 2019 para viabilizar a instalação dos equipamentos na duas Companhias.

Para isto se concretizar, racks e cabeamentos foram reorganizados pelas equipes técnicas da Celepar nas áreas de operação de data center e de engenharia.

O primeiro projeto de uso do data center da Copel pela Celepar pretende modernizar o sistema de cópias de segurança de backup da empresa, hospedando réplicas dos dados mais importantes para o Governo do Estado. Os dados passarão a ser replicados entre os sites, em vez de serem gravados em fitas magnéticas.

A intenção é que, com o passar do tempo, sejam implementadas mais redundâncias, com a possibilidade de até mesmo instalar aplicações no data center secundário. No âmbito de data centers e tecnologia, a redundância é basicamente a repetição de equipamentos vitais que cumprem a mesma função. Caso um deixe de funcionar, o outro assume automaticamente a tarefa.

Com informações da AEN 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.