Brasil

Aplicativo e site do banco Itaú voltam ao ar após erros em saldos

Banco nega ataque de hackers contra seus sistemas. (Foto: Agência Brasil/Arquivo)

O aplicativo e o site do banco Itaú voltaram ao ar no fim da tarde de ontem (3). O acesso eletrônico às contas foi suspenso por algumas horas durante a tarde, após clientes apontarem erros no processamento de dados bancários.

Os clientes que abriam o aplicativo do banco receberam um aviso de que os saldos estavam sendo atualizados.

“Prezado cliente, o seu saldo foi atualizado. Se algum pagamento foi realizado em duplicidade, ele será corrigido automaticamente ao longo do dia. Pedimos desculpas pelo transtorno”, informa a nota exibida no aplicativo.

Em comunicado enviado à imprensa no início da noite, o banco informou que alguns clientes enfrentam instabilidade. Isso porque o sistema está sendo restabelecido de forma gradual.

“O acesso via canais digitais está sendo liberado gradativamente”, explicou a instituição.

Por meio da rede social Twitter, o Itaú informou que os horários para movimentações bancárias foram estendidos. As transferências eletrônicas diretas (TED) puderam ser feitas até as 18h15. As operações via Pix foram estendidas até a 0h, com a manutenção dos limites em vigor no horário diurno. Os boletos puderam ser pagos até as 20h30.

O problema começou pela manhã, quando clientes reclamaram de erros em saldos bancários. Alguns correntistas afirmaram terem acordado com saldo zerado ou negativo nas contas. Outros informaram depósitos a mais na conta ou a devolução de pagamentos. Há também relatos de saques não identificados e de filas em pontos de atendimento.

Em nota enviada no início da tarde, o banco informou que erros estavam ocorrendo por causa de atraso no processamento de dados bancários. A instituição descartou um ataque hacker e afirmou que os problemas observados não têm relação com eventos externos.

“O Itaú Unibanco informa que está atuando intensamente para solucionar a inconsistência de informações verificada no extrato e saldo das contas correntes de parte de seus clientes nesta quinta-feira (3). A origem do problema está relacionada com um atraso no processamento de dados bancários, o que gerou a necessidade de reprocessamento destes. Portanto, a causa não tem relação com quaisquer eventos externos. O banco lamenta o transtorno e trabalha para que a situação seja corrigida o mais rapidamente possível”, destacou o comunicado.

De acordo com o Banco Central, o conglomerado do banco Itaú tem 90,3 milhões de clientes. O número reúne as operações de leasing, de cartões, de crédito consignado e outros tipos de operações. Se levado em conta apenas o banco, são cerca de 56 milhões de correntistas, segundo o relatório mais recente da instituição financeira, de 2020.

Com informações da Agência Brasil

Um comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.