Paraná

Governo do Estado abre inscrições para o 35º Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia

 As inscrições seguem até 30 de junho. (Foto: SETI/Divulgação)

Destacar as ações de pesquisa e extensão e estimular a produção científica e tecnológica desenvolvida no Paraná. Esse é o objetivo do 35º Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia do Governo do Estado, que vai conceder uma premiação superior a R$ 254 mil para pesquisadores e cientistas de todo o Paraná. As inscrições seguem até 30 de junho.

Coordenada pela Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) – que neste ano completa 35 anos, como principal órgão da administração direta estadual para formulação e implementação de políticas públicas de Ciência e Tecnologia –, a premiação se consolidou, ao longo de mais de três décadas, como uma das principais iniciativas de incentivo e reconhecimento científico e tecnológico do Brasil.

Nesta edição, serão avaliados projetos de Ciências Exatas e da Terra e Ciências da Saúde, conforme as áreas do conhecimento, definidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), instituições ligadas aos ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), respectivamente.

Segundo o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Nelson Bona, a premiação valoriza a trajetória acadêmica dos pesquisadores paranaenses.

“O intuito é estimular a inovação e colaborar com mudanças importantes para o avanço tecnológico na sociedade, reconhecendo o protagonismo dos nossos pesquisadores, nas mais diversas áreas do conhecimento”, afirma.

Categorias – Para cada área do conhecimento, o Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia contempla cinco categorias: Pesquisador; Pesquisador-extensionista; Estudante de Graduação; Inventor Independente; e Jornalismo Científico. Com exceção dessas duas últimas modalidades, os trabalhos submetidos devem ter sido publicados ou aprovados entre janeiro de 2020 e junho de 2022.

Nas duas primeiras categorias, os candidatos devem comprovar vínculo com instituições de ensino superior ou de pesquisa científica e tecnológica do Paraná, assim como o desenvolvimento de atividades nas respectivas áreas. Já os estudantes devem apresentar carta de indicação assinada por representante de instituição de ensino superior sediada no território estadual e credenciada pelo MEC e o Conselho Estadual de Educação (CEE-PR).

A categoria de inventores abrange quaisquer pessoas domiciliadas no Paraná, sem vínculo empregatício com instituições de ensino ou de pesquisa.

Já a última modalidade, exclusiva para jornalistas, contempla reportagens pautadas em ciência, tecnologia e inovação, em uma das duas áreas desta edição do prêmio. As matérias devem ter sido veiculadas em meios de comunicação (emissoras de TV e rádio, jornais impressos, portais de notícias e revistas), localizados em um dos 399 municípios paranaenses, no período de janeiro de 2021 a junho de 2022.

Os trabalhos serão avaliados por comissões julgadoras, compostas por profissionais especializados nas áreas correspondentes, vinculados a organizações de outros estados brasileiros.

Especialidades – A categoria Ciências Exatas e da Terra envolve as áreas de Astronomia; Ciência da Computação; Estatística; Física; Geologia; Matemática; Oceanografia; Química; e correlatas.

Na modalidade Ciências da Saúde, os trabalhos abrangem as áreas de Educação Física; Enfermagem; Farmácia; Fisioterapia; Fonoaudiologia; Medicina; Nutrição; Odontologia; Psiquiatria; Radiologia Médica; Terapia Ocupacional; e correlatas.

O edital e as inscrições estão  no site premioseti.pr.gov.br/premioseti.

Com informações da AEN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.