BrasilParaná

Copacol inaugura unidade de produção de suínos de R$ 120 milhões em Jesuítas

A Unidade de Produção de Desmamados teve investimentos de R$ 120 milhões e deve produzir 300 mil leitões por ano. Serão criados 85 empregos diretos e mais 90 vagas para integração de cooperados no setor de suinocultura. (Foto: Copacol/Divulgação)

A Cooperativa Copacol inaugurou nesta sexta-feira (11) em Jesuítas, no Oeste do Paraná, uma das mais modernas Unidade de Produção de Desmamados (UPD) de suínos do Brasil. Com investimentos de R$ 120 milhões, serão criados 85 empregos diretos e mais 90 vagas para integração de cooperados no setor de suinocultura.

Eles serão os responsáveis pela terminação dos cerca de 300 mil leitões produzidos anualmente, antes de serem entregues para a indústria.

Modernidade – O presidente da Copacol, Valter Pitol, afirmou que a Unidade de Produção de Desmamados é fruto da visão estratégica de oferecer oportunidades para o cooperado.

“Nós estamos em uma região de pequenos e médios produtores, principalmente, e eles só sobrevivem se tiverem mais renda, só a agricultura é insuficiente para ter qualidade de vida com a família na propriedade, por isso a diversidade possibilita oportunidades de crescer e produzir alimentos para o mundo”, disse.

Ele destacou a participação do Estado, particularmente em investimentos para a melhoria das estradas rurais de acesso à nova unidade e às propriedades dos cooperados.

“Isso é muito importante para ter acesso regular”, disse. “Nós não podemos falhar na questão de acesso, pois sairão daqui 300 mil leitões por ano e precisamos estar tranquilos em relação a isso”.

A UPD tem mais de 58,7 mil metros quadrados e é formada por 10 galpões – quatro de gestação individual, dois de gestação coletiva, dois de maternidades e dois de reposição – climatizados que atendem todas as normas de bem-estar animal e biosseguridade. Dez mil matrizes passam a ser alojadas a partir de agora para produção média de 300 mil leitões por ano. Com essa expansão, a produção anual da Copacol salta para 625 mil cabeças de suínos, ou seja, o crescimento é de 76%.

Esse número atende ao plano de expansão da Frimesa, que deve inaugurar nova planta industrial em Assis Chateaubriand em 2023. Cinco cooperativas vão atender as necessidades da Frimesa – Copacol, C. Vale, Copagril, Primato e Lar. À Copacol cabe 18,7% da responsabilidade de entregar suínos. Hoje há 146 suinocultores participando do projeto de criação, mas devem ser acrescidos mais 90. Eles fazem a terminação, onde os animais ficam por 100 dias, antes de serem entregues à industrialização.

Além dos galpões climatizados, a UPD possui alimentadores automáticos, estruturas de maternidade com regulagem conforme o tamanho do suíno e embarcadouros por sistema hidráulico, entre outras modernidades. A unidade conta com geradores a biogás e diesel. O sistema de tratamento possui dois biodigestores e lagoas para retenção dos dejetos. A água a ser utilizada é proveniente de cinco poços artesianos com capacidade de 148 metros cúbicos por hora, além de gerenciamento moderno do uso da água.

Com informações da AEN 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.