Foz do Iguaçu

Dia Mundial da Água: bocas de lobo de Foz ganham pinturas especiais para alertar a população sobre a importância da preservação

Intervenção artística está sendo feita por alunos da rede municipal de educação e dura até o dia 28 de março, com a pintura de 61 bocas de lobo. (Fotos: PMFI/Divulgação)

Pincel nas mãos, avental no corpo e criatividade na cabeça. No Dia Mundial da Água, celebrado nesta terça-feira (22), os alunos de Escolas Municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) fizeram a pintura de bocas de lobo para gerar sensibilização ambiental nos moradores sobre o impacto que o lixo descartado irregularmente pode gerar nos cursos d’água.

Os alunos começaram aprendendo em sala sobre os ciclos da água, desde o momento em ela sai da torneira até desaguar nos rios. Conforme conta a coordenadora Jéssica Lopes, da Escola Municipal Cora Coralina, os pequenos desconheciam a importância desse sistema.

Para fixar ainda mais a atividade, na segunda-feira (21), os alunos acompanharam a limpeza das bocas de lobo próximas à escola.

“Eles ficaram impactados com a quantidade de plástico e outros resíduos que estavam lá dentro, por desconhecerem que todos aqueles materiais acabariam contaminando os rios”, disse a coordenadora.

Com apenas oito anos, a Aghata dos Santos aprendeu muito bem o que fazer para cuidar do meio ambiente.

“Temos que reciclar, não jogar lixo no chão e proteger a água, parando de jogar lixo e usando sem economizar”, contou.

Para que todos participem, a pintura será dividia entre os alunos da manhã e tarde, reforçando a participação de todos no processo de conscientização.

“A empolgação é muito grande, porque eles sentem a missão de alertar e também se tornam artistas, deixando um pedacinho do que aprenderam aqui”, completou Jéssica.

Trabalho integrado – Em Foz, a atividade envolveu 12 escolas e seis Cmeis, que irão pintar 61 bocas de lobo. A agenda de programações começou vai até o dia 28 de março, com mais ações de sensibilização na rede municipal de educação.

“O trabalho com crianças é sempre recheado de boas histórias e aprendizado. Eles aprendem e se tornam propagadores de um conhecimento que, para muitos, pode até parecer básico, mas é esquecido diariamente pelos adultos que descartam resíduos em locais irregulares”, explicou a secretária de Meio Ambiente, Angela Meira.

A ação integra o 1º Concurso Regional “Um Rio Passa por Aqui”, projeto do convênio Linha Ecológica: Educação para a Sustentabilidade e Desenvolvimento Cultural do Território, da Itaipu Binacional. O movimento acontece simultaneamente nos 55 municípios que integram a Bacia do Paraná 3.

Com informações da PMFI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.