ArgentinaBrasilFronteiraParaguai

Google Tradutor agora entende Guarani e 23 novas línguas

Segundo o Google, mais de 300 milhões de pessoas no mundo falam os idiomas adicionados, que incluem Mizo do extremo nordeste da Índia e Lingala, falado na África Central. (Foto: Google/Reprodução)

No evento para desenvolvedores I/O realizado na quarta-feira (11), o CEO da Alphabet Sundar Pichai anunciou que o Google Tradutor agora reconhece 24 novas línguas e entre elas, o Guarani, usada por 7 milhões de pessoas no Brasil, Paraguai, Bolívia e Argentina. O app do Google pode agora traduzir 133 línguas no total. 

Segundo o Google, mais de 300 milhões de pessoas no mundo falam os idiomas adicionados, que incluem Mizo do extremo nordeste da Índia e Lingala, falado na África Central. A atualização do Google Tradutor traz ainda as línguas indígenas das Américas Quechua, Guarani e Aymara pela primeira vez.

Os novos idiomas são os primeiros adicionados ao Google Tradutor usando Zero-Shot Machine Translation. Esse é um modelo de aprendizado de máquina que vê apenas texto monolíngue, ou seja, ele aprende a traduzir um idioma para outra língua sem nunca ver um exemplo. 

Veja a lista completa de novos idiomas adicionados ao Google tradutor com a nova atualização abaixo:

  • Assamês, falado no nordeste da Índia
  • Aymara, usado na Bolívia, Chile e Peru
  • Bambara, do Mali
  • Bhojpuri, falado no norte da Índia, Nepal e Fiji
  • Dhivehi, das Maldivas
  • Dogri, usado no norte da Índia
  • Ewe, falado em Gana e Togo
  • Guarani, com falantes no Paraguai, Bolívia, Argentina e Brasil
  • Ilocano, do norte das Filipinas
  • Konkani, falado na Índia Central
  • Krio, de Serra Leoa
  • Curdo (Sorani), usado principalmente no Iraque
  • Lingala, falado na República Democrática do Congo, República do Congo, República Centro-Africana, Angola e República do Sudão do Sul
  • Luganda, falado em Uganda e Ruanda
  • Maithili, usado no norte da Índia
  • Meiteilon (Manipuri), usado no nordeste da Índia
  • Mizo, falado no nordeste da Índia
  • Oromo, falado na Etiópia e Quênia
  • Quechua, usado no Peru, Bolívia e Equador
  • Sânscrito, ainda usado na Índia
  • Sepedi, falado na África do Sul
  • Tigrinya, falado na Eritreia e Etiópia
  • Tsonga, usado em Eswatini (Suazilândia), Moçambique, África do Sul e Zimbábue
  • Twi, idioma falado em Gana

Com informações do Olhar Digital 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.