Paraná

Semana das Energias Renováveis divulga novidades e mobiliza produtores em todo o Estado

O objetivo é informar produtores, agroindústrias, empresas integradoras e cooperativas agropecuárias a respeito do RenovaPR, programa do Governo do Estado de geração distribuída de energia elétrica a partir de fontes renováveis. (Foto: IDR-PR/Divulgação)

Teve início a Semana das Energias Renováveis, evento promovido pelo IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater), Banco do Brasil e Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) em todo o Estado.

O objetivo é informar produtores, agroindústrias, empresas integradoras e cooperativas agropecuárias a respeito do RenovaPR, programa do Governo do Estado de geração distribuída de energia elétrica a partir de fontes renováveis, como a fotovoltaica e o biogás. Até sexta-feira (24) serão realizadas diversas atividades para esclarecer dúvidas dos produtores sobre o assunto em vários municípios.

Em Curitiba um encontro online apresentou aos participantes soluções urbanas para o uso consciente de energia. Durante o debate, a energia solar com painéis fotovoltaicos foi apontada como uma alternativa para a geração de energia a baixo custo. Os participantes puderam conhecer ainda projetos implantados e em implantação, bem como sua viabilidade econômica.

Em muitos municípios foram montadas tendas onde profissionais dão as orientações técnicas e tiram dúvidas sobre custos e funcionamento dos sistemas de energia solar fotovoltaica. Em Cascavel, Medianeira, Chopinzinho e Cafelândia, no Oeste, as entidades também estão expondo equipamentos para que os produtores possam conhecer a tecnologia de perto. O ideal é que o produtor interessado em explorar energias renováveis compareça aos locais com sua conta de luz para fazer uma simulação. Desta maneira os técnicos poderão conhecer o consumo da propriedade e, a partir daí, fazer os projetos.

O RenovaPR já soma 2.153 projetos acatados pelo IDR-Paraná, totalizando um investimento de R$ 414.350.460,70. O número de projetos nos bancos é de 1.036 ou R$ 178.576.213,65. O Governo do Estado também já cadastrou 462 empresas prestadoras de serviços para energia solar e 16 para biogás e biometano.

Esse movimento de divulgação é importante porque no dia 31 dezembro deste ano termina o período de contratações de crédito rural com juro zero para as linhas Plano Safra propiciadas pelo Banco do Agricultor Paranaense. Na mesma data também se encerra o benefício da Tarifa Rural Noturna (TRN) que subsidia a energia elétrica usada à noite em atividades agropecuárias.

Além disso, a Lei nº 14.300/2022, chamada “taxação do sol”, prevê que quem implantar energia sustentável até 7 de janeiro de 2023 ficará isento da nova taxação até 2045. Da mesma forma, o Decreto nº 9.642/2018 determina que os descontos concedidos à tarifa de energia elétrica rural terminam no final de 2023.

Programação – Nesta terça-feira (21), moradores de Curitiba poderão conhecer a Sala de Controle de Geração Distribuída, além de fazerem uma visita guiada à Geração Hidrelétrica Nicolau Kluppel, no Parque Barigui, das 9h30 às 11h. O evento tem um número limitado de participantes.

Na sexta-feira (24) haverá uma visita a uma fazenda urbana, localizada no bairro Cajuru, em Curitiba. A intenção é discutir a Agricultura Urbana e as Energias Renováveis. Serão duas turmas, com vinte integrantes cada, às 10h e às 11h. A propriedade possui um sistema de produção de energia solar. Em ambos os eventos, o interessado em participar deve se inscrever no site do IDR-Paraná ou clicando AQUI já que o número de vagas é limitado.

Ao longo desta semana serão realizadas, ainda, reuniões técnicas em diferentes locais, com a apresentação de casos de sucesso e demonstração das vantagens dos sistemas de geração própria de energia. Representantes de agentes financeiros, empresas e o do IDR-Paraná estão unidos em uma força-tarefa para divulgar essas novas tecnologias junto aos produtores rurais.

Com informações da AEN 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.