litoralParaná

Núcleo da UEL apresenta projeto para implantação de estação de turismo em Morretes

Projeto-piloto prevê apontar um modelo viável e sustentável para o turismo paranaense. (Foto: Maurício Oliveira/ O Perobal/UEL/Reprodução) 

A equipe do Núcleo Interdisciplinar de Gestão Pública (Nigep) da Universidade Estadual de Londrina (UEL) apresentou os primeiros resultados do projeto-piloto que prevê apontar um modelo viável e sustentável para o turismo paranaense, a partir da estruturação de Estações na Estrada, pontos de permanência e de apoio que deverão ser implantados nas regiões turísticas.

No início do ano, o Nigep coletou informações em três cidades – Morretes (Litoral), Guarapuava (Centro-Sul) e São José dos Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba), onde deverão ser desenvolvidos os pilotos.

A universidade participa do projeto da Invest Paraná de instalar pontos turísticos de apoio aos viajantes em rodovias estaduais. O modelo já é utilizado pela província-irmã do Paraná, Hyogo, no Japão.

Neste mês, a equipe se reuniu com a secretária de Turismo de Morretes, Jandaira dos Santos Moscal, para apresentar a pesquisa de análise mercadológica da Estação que deverá ser implantada no município. Segundo o professor Saulo Amâncio Vieira, do Nigep, foram ouvidas 315 pessoas que revelaram hábitos de consumo e apontaram o que seria importante para melhorar o turismo na cidade.

“Para nós é importante envolver os gestores locais para que, posteriormente à implantação das estações, haja a sua sustentação”, disse o professor.

Ele explicou que a pesquisa demonstrou que o empreendimento é viável economicamente, desde que seja implantado de forma sustentável por parte dos gestores.

“A ideia é que a Estação na Estrada potencialize o que a cidade oferece em termos de turismo, disseminando roteiros, atrações e aspectos culturais”.

Participaram da reunião online os professores Tiago Espire, Eduardo Contane e Luiz Miguel Luzio dos Santos, que juntamente com o professor Saulo integram a equipe do Nigep responsável pela consultoria, além da representante da Invest Paraná, Sara Schneider Taborda.

Com informações da AEN 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.