litoralParaná

Aumenta o registro de encalhes de animais nas praias do Paraná

Do total, 94% dos animais registrados estavam mortos. (Foto: LEC-UFPR/Reprodução)

Neste ano, o mês de agosto teve o maior número de encalhes de animais marinhos no litoral do Paraná. A equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC-UFPR) informou que 457 animais foram encontrados, dentre aves (81%), répteis (13%) e mamíferos marinhos (6%). O pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi a espécie mais registrada, totalizando 327 animais. 

O LEC informa que nesta época do ano é comum encontrar um número maior de encalhes. No caso dos pinguins, é durante o inverno que eles migram da patagônia argentina e chilena até o litoral brasileiro em busca de comida. Devido à longa viagem, muitos, em sua maioria juvenis, acabam ficando debilitados e encalham nas praias.

Além do número expressivo de pinguins, muitas tartarugas e botos-cinzas (Sotalia guianensis) foram encontrados.

Dentre os mamíferos, destacaram-se os lobos-marinhos-subantárticos (Arctocephalus tropicalis); e entre as aves oceânicas o petrel-gigante (Macronectes giganteus), a pardela-preta (Procellaria aequinoctialis) e a grazina-mole (Pterodroma mollis).

Algumas espécies menos comuns na região também foram registradas em agosto. Entre elas, a primeira baleia-jubarte (Megaptera novaeangliae) encalhada este ano; algumas tartarugas-de-pente (Eretmochelys imbricata) e tartarugas-oliva (Lepidochelys olivacea). 

Do total, 94% dos animais registrados estavam mortos. A maioria dos animais vivos foi resgatada pela equipe do LEC-UFPR por acionamento da comunidade. A colaboração é essencial para a conservação da biodiversidade marinha.

Orientação – Ao encontrar animais marinhos debilitados ou mortos em todo o litoral paranaense é possível acionar a equipe do Projeto de Monitoramento das Praias (PMP-BS) do LEC-UFPR pelo telefone 0800 642 33 41 ou pelo Whatsapp (41) 9 92138746.

Com informações do Correio do Litoral 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.