BrasilParaná

TJPR alerta que não faz adiantamento, depósito e nem solicita pagamento de valores para a liberação de precatórios

Estelionatários continuam aplicando o golpe de precatórios e vitimando aqueles que aguardam pela liberação dos valores. (Foto: TJPR/Divulgação)

Há algum tempo, o nome do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) tem sido utilizado por estelionatários na aplicação do golpe de precatórios. As vítimas são contatadas por pessoas que se passam por funcionários de advocacia e da Procuradoria do Estado do Paraná, e solicitam que sejam pagos valores para liberação de precatórios e requisições de pequeno valor (RPV). A comunicação é feita por e-mail, telefone e também whatsapp. 

Entretanto, este não é o procedimento realizado pela Central de Precatórios do TJPR, unidade responsável pelo cálculo dos valores e pela organização das listas de pagamento. O contato deve ser feito pelos canais oficiais do Tribunal ou diretamente com o advogado responsável pelo processo. 

O TJPR não está condicionado a qualquer adiantamento de valores e nem solicita depósitos. Caso receba alguma mensagem, e-mail ou ligação solicitando o pagamento de custas para a liberação de precatórios, anote o telefone ou o e-mail suspeito e procure a Central de Precatórios do TJPR, por meio dos telefones (41) 3200-2909 e (41) 3200-2910. O e-mail e o cpre@tjpr.jus.br e o atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h.

É possível acessar a ordem cronológica dos precatórios no site tjpr.jus.br.

Com informações do TJPR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.