Brasil

Instituições focadas em mobilidade urbana podem obter o Selo Bicicleta Brasil

Selo reconhece ações de incentivo ao uso da bicicleta no transporte. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

No Dia Mundial Sem Carro, celebrado nesta quinta-feira (22), o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) reuniu em uma live representantes de iniciativas premiadas pelo Selo Bicicleta Brasil. Segundo a secretária nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano do MDR, Sandra Holanda, o selo é uma maneira de destacar ações de incentivo a este meio de transporte e reforçar sua importância para a mobilidade urbana.

Dados do DataSUS de 2021 indicam que, contando apenas carros e motos, o Brasil tem 90 milhões de veículos que são responsáveis por 77% das emissões de poluição no meio ambiente. De acordo com especialistas, o número elevado da frota motorizada aumenta o risco de acidentes. No ano passado, foram registrados 64.441 mil acidentes, que deixaram mais de 5 mil mortos e 71 mil feridos.

Por incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte, especialmente nos municípios de grande e médio portes, seis iniciativas já receberam o Selo Bicicleta Brasil. Além de buscar o estímulo ao desenvolvimento de projetos de infraestrutura cicloviária e ao aporte de recursos em iniciativas de apoio ao transporte por meio da bicicleta e de fomentar a implantação de ciclovias, ciclofaixas e faixas compartilhadas, o selo reconhece boas práticas desenvolvidas para implantação de infraestruturas e equipamentos em incentivo ao uso da bicicleta nas áreas urbanas brasileiras.

“A comenda pode ser recebida por órgãos e entidades estaduais e municipais integrantes das áreas de desenvolvimento urbano, trânsito e mobilidade urbana; organizações não governamentais com atuação relacionada ao uso da bicicleta como meio de transporte e lazer; empresas do setor produtivo; e empresas do setor privado da cadeia de produção e manutenção de bicicletas”, ressaltou o MDR.

Selo Bicicleta Brasil – Os interessados em obter o Selo Bicicleta Brasil devem enviar o pedido de reconhecimento ao Ministério do Desenvolvimento Regional. A certificação tem validade anual e pode ser renovada mediante nova avaliação.

“As iniciativas, empresas e instituições contempladas poderão, durante o período de vigência do reconhecimento, ter o nome divulgado no site do Ministério, o gov.br/mdr e em outros meios de comunicação e publicidade, ou mesmo em ocasiões em que se dê destaque ao selo, e utilizá-lo em seus produtos e em meios de comunicação, publicidade e afins”, destacou a pasta.

Com informações da Agência Brasil 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.